Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vetores da Inutilidade

Poesia, Atualidade, Crítica, Opinião, Artes e Cultura. Um blog por João M. Pereirinha

Vetores da Inutilidade

Poesia, Atualidade, Crítica, Opinião, Artes e Cultura. Um blog por João M. Pereirinha

Autenticiade

 

 

Preciso de ir correr...

 

correr sem olhar pra trás...

 

ate não ter forças...

 

ate cair de joelhos no gélido chão...

ate não sentir os dedos dos pés...

 

ate não conseguir respirar...

 

ate não ter fôlego...

 

ate não haver nada à minha frente...

quero correr... quero correr...

não sei pra onde... mas quero...

 

correr pra fugir de mim...

 

correr tão de pressa até que a sobra se canse

ate que o sol me perca de vista...

fugir...

 

 

 

depois de tanto fugir…

 

 

 

encontrar um mundo novo em mim, um novo alento aqui…

 

encontrar algo diferente do que fugi,

 

algo pelo que posso perder a respiração, o ar,

 

sem medo de morrer, algo pelo que lutar

 

e digno do meu sangue, algo, alguma coisa verdadeira

 

que me faça e permita ver viver e sorrir,

 

que me permita ser autentico e à minha maneira,

 

algo de que não tenha que fugir…

 

 

 

na minha corrida

 

sou guiado pla vida

 

movida pelo alento

 

de encontrar algures,

 

a qualquer momento,

 

algo melhor que vinho;

 

não me procures,

 

até bêbado, só eu sei o caminho.

 

 

 

Fim de capitulo!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.