Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vetores da Inutilidade

Poesia, Atualidade, Crítica, Opinião, Artes e Cultura. Um blog por João M. Pereirinha

Vetores da Inutilidade

Poesia, Atualidade, Crítica, Opinião, Artes e Cultura. Um blog por João M. Pereirinha

Recado

O pensamento bem ocupado

 

Com pensamentos perturbantes,

 

O corpo completamente cansado

 

Dos ruídos gritantes

 

Que saem dessas vozes discordantes,

 

Porque há sempre um vizinho

 

Que pensa que o seu caminho

 

É bem mais adequado

 

À vida do vizinho do lado.

 

Porque há sempre alguém interessante

 

De quem gostava de ser amante

 

Mas que no fim de uma conversa

 

Já não me interessa.

 

Porque o mundo não gira à nossa volta

 

E a nossa vista torta

 

Convence-nos de que somos alguém

 

E nunca nos preocupamos em agir bem.

 

O cérebro já anda bem atrofiado,

 

Nem sei bem o que tenho fumado,

 

É estranho andar assim marado.

 

Acho que a vida me deixou um recado:

 

Andar mais direito e menos encurvado!

 

 

 

17.09.2008

 

 

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.