Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vetores da Inutilidade

Poesia, Atualidade, Crítica, Opinião, Artes e Cultura. Um blog por João M. Pereirinha

Vetores da Inutilidade

Poesia, Atualidade, Crítica, Opinião, Artes e Cultura. Um blog por João M. Pereirinha

Quietude

Parado onde não devia

Estar, com desejo

De viajar pela via

Dos sonhos. Vejo

A passar, no horizonte,

O mar, a terra e a ponte

Para nos ligar

Em qualquer local.

Estás longe, de momento,

Mas não tem mal,

Porque a distância real

É a do pensamento

Que só não pode encurtar

O tempo a demorar

Em passar.

João Pereirinha

16 de Junho de 2010

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.