Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vetores da Inutilidade

Poesia, Atualidade, Crítica, Opinião, Artes e Cultura. Um blog por João M. Pereirinha

Vetores da Inutilidade

Poesia, Atualidade, Crítica, Opinião, Artes e Cultura. Um blog por João M. Pereirinha

O cego que guia outro cego…


 

Nos dias que correm, torna-se cada vez mais abusiva a forma de como nos servimos de falsos direitos para fazer o que nos apetece, desde condenar, julgar, discriminar, tudo se faz. Mas esquecemo-nos de nós, da nossa “podridão”, dos nossos entraves e isso é deveras preocupante.

 

A liberdade de expressão é um desses direitos traiçoeiros que temos. Usamos e abusamos dela para tudo, denegrir, levantar falsos testemunhos, quebrar a privacidade deste e daquele e o castigo é «ah nos vivemos num pais democrático e temos direito à liberdade de expressão». Parece até que há mais “liberdade de expressão» do que privacidade, mas este não é o único problema que se levanta no abuso de liberdade.

 

Por exemplo, é frequente hoje em dia que sempre abrimos um jornal lá estão os nossos políticos em casos como «uma multa de estacionamento ao Ministro das Finanças» ou então vemos casos como «Alexandra Lencastre passa as férias com novo namorado», ou então deparamo-nos com “cartoons” a criticar a religião Muçulmana. Não será isto um abuso? Não passamos nós as férias com quem cremos e gostamos? Não pagamos nós multas? Não temos nós as nossas crenças, a nossa escolha religiosa? Por isso vos digo: “Pode um cego guiar outro sem que caiam os dois na cova?”

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.