Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vetores da Inutilidade

Poesia, Atualidade, Crítica, Opinião, Artes e Cultura. Um blog por João M. Pereirinha

Vetores da Inutilidade

Poesia, Atualidade, Crítica, Opinião, Artes e Cultura. Um blog por João M. Pereirinha

À procura da Estrela Polar

UrsaMajorPolaris-StargazerJustino-AchadadoGamo-098

Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil: 40°C à sombra. Os cerca de 30% de humidade transportam o ar quente que se instala nos pulmões e nos dá uma sensação de dormência, fadiga e fraqueza. À porta do prédio a vizinha, com mais de 90 anos, magrinha, simpática, só com um trapinho leve no corpo, com um abanico na mão, diz que não tem como aguentar este calor. Chamou o neto para a ir buscar, vai para casa dele, aproveitar o ar-condicionado. Acrescenta que há quarenta anos que ali vive e nunca sentiu dias tão abafados, será que vai chover, pergunta, era bom, porque assim baixava a temperatura. Sem a querer desanimar confirmo a previsão, porém, menciono que nos próximos dias as temperaturas continuarão altas. Pois é, lamenta, é algo que não é daqui, anda no ar, muda as temperaturas e o clima, dizem eles, eu não sei de nada, é o que eles dizem. Sorri, para não mostrar desalento. Resiste e cheia de alegria deseja-me tudo de bom para o próximo ano e um forte abraço na minha esposa. Foi-se embora, no carro do neto, fazendo adeus com a mão, de sorriso aberto.

 

O suor escorre-me a fio pelo queixo abaixo. Cinco banhos por dia e o calor não suaviza a intensidade. A água fria sai da torneira à temperatura do corpo. Estes dias de calor intenso lembram-me as noites de Verão dormidas na varanda do meu avô, sob o céu estrelado. Saudades. Saudades de ser criança todos os dias.

 

A minha vizinha diz que os pais dela eram portugueses, mas em nove décadas lamenta que nunca tenha ido conhecer Lisboa. Sem lhe dizer, espero que o sonho dela se realize. Quem sabe este ano. Quem sabe num dia de Verão, no qual se possa refugiar na nortada da nossa origem mútua. Quem sabe ela possa finalmente conhecer o país onde o meu avô me mostrou o céu estalado nas noites de Verão. Talvez eu encontre a estrela que me olha lá de cima, nos dias quentes e nos dias frios.

 

Imagem de © Miguel Claro, "A Stargazer Shows Where to Find Polaris in the Night Sky". 

Comentar:

CorretorEmoji

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.