Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vetores da Inutilidade

Poesia, Atualidade, Crítica, Opinião, Artes e Cultura. Um blog por João M. Pereirinha

Vetores da Inutilidade

Poesia, Atualidade, Crítica, Opinião, Artes e Cultura. Um blog por João M. Pereirinha

O CHILE É O EXEMPLO PERFEITO DO NEOLIBERALISMO

images (18).jpeg

Depois de sofrer os abusos de uma ditadura fascista financiada pelos EUA, o Chile transformou-se num tubo de ensaio do neoliberalismo mais radical possível. O país está a colapsar, não por causa do aumento das passagens do metro, mas sim devido às desigualdades geradas por um sistema de reformas privado, aos baixos salários praticados, aos preços do sistema de saúde, à decadência do sistema de educação e ao brutal custo de vida insustentável e incompatível com qualquer aumento.

No Chile, o número de suicídios na idade de reforma é brutal, entre outras coisas, porque muitos idosos têm reformas abaixo do salário mínimo (menos de 400 euros). Depois do flagelo que foi uma das ditaduras mais cruéis da história, a crueldade de viver numa das económicas mais desiguais do mundo. O "oásis" do sistema financeiro neoliberal na América Latina transformou-se numa "bomba-relógio", onde a degradação da saúde, da educação e das reformas foram o rastilho de um barril de miséria onde o PIB não foi suficientemente para conter os estilhaços.

Outrora conhecia pela poluição abundante e os engarrafamentos, Santiago dos excluídos pelo sistema, a capital foi tomada por barricadas que são varridas pela brutalidade das forças armadas. O preço do metro parou de subir com o rugido das massas enfurecidas que puxaram fogo às ruas, imuladas pelo desespero de décadas sem perspectivas. Falta parar o governo, que se mantém sobre uma pilha de corpos (pelo menos 15) à imagem de outros tempos.

É normal utilizar o sistema de Bem-Estar Social da maioria dos países europeus, assente na solidificação do Estado Social, como um modelo de referência para qualquer sociedade. Mas estando até este sob ataque há vários anos, seria importante olhar a sério para a atualidade chilena, tantas vezes referida como exemplo perfeito do funcionamento do modelo ultraliberal. Pois bem, se o era, não o deixa de ser agora, quando escancarados os resultados de sustentar uma sociedade onde 1% dos ricos detém 26,5% da riqueza, enquanto 50% das famílias mais pobres sobrevivem apenas com 2,1% da riqueza do país.

Quando as pessoas não têm nada a perder, é normal que percam também o medo de lutar por qualquer coisa.

Imagem: Marcelo Hernandez / Getty Images

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.