Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vetores da Inutilidade

Poesia, Atualidade, Crítica, Opinião, Artes e Cultura. Um blog por João M. Pereirinha

Vetores da Inutilidade

Poesia, Atualidade, Crítica, Opinião, Artes e Cultura. Um blog por João M. Pereirinha

SOMOS TODOS CHARLIE

Livro "Dois Versos"

 

JE SUIS CHARLIE - 07/01/2015

 

O atentado que ontem ocorreu no coração de Paris foi acima de tudo um atentado à fragilidade de valores como a Liberdade, o Pluralismo e a Fraternidade. Não enquanto valores que sirvam como bandeira de uma determinada nação ou cultura, mas como valores e direitos fundamentais da Humanidade e Civilização. Acima de tudo, um atentado contra a denúncia, quer interna como externa, através do humor e da sátira, da hipocrisia ou contradição, que só o Pluralismo e a Tolerância permitem.

 

Em parte alguma, em momento algum, devemos embarcar na onda demagógica que precedeu tanto a 2ª Guerra Mundial, como a Guerra no Iraque - ou mesmo as várias guerras cegas que se conduzem em diversas zonas do Magrebe. Nem este facto deve servir para germinar o ódio, quer entre culturas quer entre nacionalidades. Mas antes que sirva, como tem acontecido nas últimas 24h, como um factor de união e consenso em vários pontos, no que se refer à protecção tanto da Liberdade de Expressão, como de um laicismo que permita a Liberdade Religiosa, repudiando isso sim, ideologias e actos de fanatismo e terror.

 

Uma prova de que, a ousadia, a integridade e a rebeldia assumidas, no conteúdo e forma do que pensamos e expressamos, são atitudes de coragem que exigem de todos nós que sejamos Charlie, enquanto leitores, escritores, jornalistas ou cidadãos, face a qualquer injustiça, poder ou opressão.

 

Poema de “Dois Versos” (2013), João M. Pereirinha

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.